Santiago no Chile – Parte 2 – Parque Farellones

2º dia – Parque Farellones

É muita vontade de ver neve no Parque Farellones para acordar 6h00 e sair caminhando até a agência  com temperatura de 1ºC, vai, não gosta de frio?

Sai tão cedo que nem o café do hostel estava servido, acabou que cheguei primeiro e abri a agência junto com o dono. Sempre perguntem se o horário marcado é da saída do passeio ou para a retirada de roupas alugadas. Tomei café no lado até o povo chegar.

Mas também fui a primeira a escolher roupas e sapato. Nesta hora eu ainda estava com a ideia que compensava pegar só a calça e o sapato porque estava com o sobretudo corta-vento e luvas emprestados.

Conversando com uma família que estava lá (iam subir ao parque pelo segundo dia consecutivo), cheguei a conclusão que não valia a ‘economia’, não nevou aquela semana e o parque tinha pontos de lama, ou seja, ia sujar o casaco. Além do que, o kit calça+casaco+bota ainda ia ficar mais barato do que em outros lugares.

Eles deram uma sacola para eu colocar minhas roupas e saímos todos vestidos já para a neve, as sacolas ficaram na van bem de boa. Então fiquei vestida assim: meia normal, bota alugada, calça térmica e por cima a alugada, blusa térmica + suéter + jaqueta alugada, cachecol, óculos escuros e luvas.

No primeiro post sobre Santiago, falei sobre as camadas de roupas para que não passe frio ou se molhe com a neve.

Bike em Farellones
Fatbike = bicicleta com pneus mais largos para a neve

No Parque Farellones

Aqui vai o primeiro perrengue: enjoei horrores no caminho.

Eu já trabalhei em cruzeiro internacional, já peguei tempestade embarcada, desci a serra muitas vezes de carro, de ônibus e NUNCA enjoei, nadica.

As curvas para subir até o parque são tão fechadas que a van invadia a pista contrária para poder virar e são 40 curvas dessas, então calcula… Perdi uns 10 min no parque sentadinha me recuperando além de não ter curtido direito a paisagem no caminho.

Vista do caminho para Parque Farellones
Repara no canto inferior direito como são as curvas da estrada para os parques.

Primeira dica: não coma/beba líquidos muito no café da manhã e leve remédio para enjoo. Leva cerca de uma hora para chegar, existem remédios que dão sono e outros não (sublinguais), leve o que for melhor para você.

Melhor coisa da vida comprar ingresso antecipado (com a agência mesmo), só compensava comprar na hora para quem tinha cartão, e mesmo assim somente da operadora VISA (15%) – no Vale Nevado é a Mastercard que dá desconto. Fala a verdade, chegar em um lugar e não pegar a fila, já acessando as atrações é muito bom vai.

Seguindo mais uma dica da mesma família que falou sobre a roupa, o parque tem 3 setores e diferentes atrações neles, a dica era começar no último setor (mais alto) e depois ir descendo, curtindo as atrações de cada um.

Tem muita coisa para fazer: tirolesa com dois níveis de distância, bóias em grupo, uma grudada na outra ou solo; esquibunda, trenó, bike, restaurante, foodtruck, lojinha etc.

Resumindo

Sempre vai ter fila, aqui vale a máxima de chegar o mais cedo, logo que abrir o parque. Vai curtir melhor as que você tem mais interesse. Me joguei na tirolesa, bike, boia e brinquei horrores na neve kkkkk.

Comi por lá também mas não recomendo, muito caro, melhor levar snacks e água porque lá dentro tem guarda-volumes e daí não precisa ficar carregando tudo o tempo todo.

Não deu tempo de fazer o trenó que eu queria, já estava uma fila insana e preferi tirar fotos. As melhores atrações pra mim foram a bóia e a bike.

A tirolesa foi uma experiência nova também mas fiz para não dizer que nunca tentei, tanto que não fiz a segunda parte dela que era o trecho mais longo.

Bóia em Farellones
Olha como sujou bem o casaco, imagina se fosse o meu?

Na volta enjoei de novo 🙁 . No caminho tinha van parada com pessoas passando mal do lado de fora, então é comum rs mas leve um remédio contra enjoo, melhor.

Nos trocamos na agência e a roupa ficou por lá mesmo. Sim, sujou justamente na brincadeira da bóia, então valeu a pena alugar kit completo.

Saldo: positivo! Missão conhecer e rola na neve cumprido com sucesso!

 

Funcionamento

O Parque Farellones abre de Segunda a sábado: 7:30 às 18:00 e de domingo das 07:30 às 14:00.

Tarifas 2019

*Mais textos sobre Santigo:*

Parte 1 – O que fazer sozinha em Santiago

Parte 3 – Transporte Público em Santiago

Parte 4 – Cajon del Maipo e Embalse el Yeso (antes da interdição 2019)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.