O que fazer sozinha com 1 dia em São Paulo?

Começando aqui uma nova série de lugares a visitar, o que fazer sozinha com 1 dia em São Paulo.

Sempre que me perguntam o que há para se fazer aqui, pergunto de volta qual o estilo ou o que gostariam de fazer.

É sério, são tantas opções para se fazer aqui em São Paulo e duvido que vocês não saibam disso mas, pretendo mostrar algumas por neste post além das já famosa Rua 25 de março e o Mercadão.

Praça Benedito Calixto

Gente, eu vi esse lugar em uma reportagem na televisão na casa dos meus pais e por sugestão da minha mãe, decidi visitar.

“Esse é um passeio que você consegue ir sozinha”. Sim sim sim!

Eu nunca tinha ouvido falar de lá, que a população criou essa feira como maneira de manter a praça ‘viva’. 

Quando e como ir

Ela acontece aos sábados, dia todo, e resolvi ir, mesmo fazendo 30ºgraus, é possível chegar de ônibus e de metrô.

Endereço: R. Lisboa, 112 – Pinheiros, São Paulo.

Metrô: estação Fradique Coutinho – Linha 4 Amarela, este tem que caminhar um pouco…

AH, essa é uma coisa que aprendi aqui, o pouco da capital não é o mesmo pouco do interior viu rsss, cerca de 17 minutos de caminhada, e fica o aviso: é subida!

Mas na volta do passeio preferi um ônibus para testar e em uma rua paralela encontrei a linhas que vinha para o centro, onde moro.

Dica de mobilidade em São Paulo

Dica: tenham mais de um app para guiar na cidade, googlemaps e moovit por exemplo.

Em ambos apps é possível fazer o download do mapa da região que vai ou está e assim consegue usar offline, caso fique sem internet.

É uma mão na roda ter isso no celular, assim você pode de repente anotar o nome da rua onde tem o ponto de ônibus ou a direção que tem que ir para o metrô e depois só se guiar pelo mapa offline, dai a gente se vira sozinha em São Paulo numa boa.

Aliás, muitos pontos de São Paulo possuem wifi gratuito, haverá uma plaquinha informando em um poste por exemplo.

Como é uma rede aberta, cuidado com senhas e movimentações bancárias tá? 😉

A Feira

A foto abaixo eu ‘roubei’ do blog Justlia, mas prometo nos próximos tirar mais fotos tá. Lá tem muita coisa, todo o tipo de antiguidades, desde jóias, bijuterias, decoração, arte até brinquedos, bengalas e prataria. 

p

Como eu cheguei com fome, fui direto nos pasteis, vi uma fila enorme em uma das barracas mas o calor e a fome não deixaram eu esperar então fui para as próximas.

Não sei vocês mas eu meio que escolho assim quando não conheço o lugar: pela quantidade de pessoas.

Apesar de haver opções para todos os gostos, eu fui no trivial pastel mesmo, na área de alimentação ocorre apresentações de música.

Aliás, havia uma banda se apresentado em uma calçada ao lado, muito bom mesmo.

O que me marcou mesmo foi a galeria “Como Assim?” que fica do outro lado da rua, sério, eu procurava por coisas alegres e divertidas para casa e lá encontrei, muito bom.

Porque afinal, morar sozinha em São Paulo e não garimpar coisinhas pra casa é desaforo né?

Tem desde roupas, acessórios, artesanato até imãs divertidos e azulejos decorativos (me apaixonei por todos) além de DJ ao vivo. Música sempre atrai as pessoas. 

Um dos azulejos decorativos que comprei para minha casa

Visitem, além do que, o bairro onde a praça se localiza, tem diversas opções de bar e restaurantes.

A feira tem diversas opções de compras, desde antiguidades, peças de bijuterias e óculos atuais.

Vá com calma e aproveite a vibe maravilhosa desse lugar.

Mais um que comprei, a loja chama Azulejos Transados e eles participam de diversas feiras e stands por SP, como no Shopping Center 3 aos domingos, Feira da Pompéia etc…

*Mais texto sobre sozinha com 1 dia em São Paulo:*
O que fazer sozinha em São Paulo – Parte 2

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.